(por: José Rodolpho Assenço)

                                   Impressionante pela sua largura e dimensão (9.365 Km2), o Lago do Manso destaca-se como uma das maiores represas construídas no país.

                                   A Represa de Manso ou APM-Manso (Aproveitamento Múltiplo de Manso) está situada no turístico município da Chapada dos Guimarães, Mato Grosso – paraíso do ecoturismo, local de inúmeras cachoeiras, rios, corredeiras, mirantes e restaurantes típicos da culinária mato-grossense.

rio_manso

                                   Dentre as belezas do município, devo destacar o mirante do ponto geodésico da América do Sul, cachoeira do Véu de Noiva, Cachoeirinha, Salgadeira, rio Claro e mais uma infinidade de atrativos naturais. A Chapada dos Guimarães encontra-se a pouco mais de sessenta quilômetros de Cuiabá, e a represa do Manso, a aproximadamente cem quilômetros, por estradas asfaltadas.

                                   O Manso começou a ser projetado por volta de 1974 quando da enchente do rio Cuiabá, que deixou desabrigada mais de vinte por cento da população da capital, em um projeto de aproveitamento múltiplo, como seu nome diz, gerando energia, desenvolvendo turismo, irrigação e controlando o nível das águas do rio Cuiabá, reduzindo sua oscilação no período de seca e de chuvas intensas. Trata-se de um dos poucos lagos criados em região de chapada no divisor de diversas bacias hidrográficas.

ilhas_no_manso vista_do_morro_do_chapeu

                                   O terreno arenoso ou argiloso ao seu redor proporciona a aparência extremamente cristalina de suas águas, que certamente não foram afetadas por poluição alguma.

manso_agua_cristalina margens_do_manso

                                   O Lago teve sua construção iniciada em 1988, ficando depois paralisadas suas obras por quase dez anos. Foram concluídas somente em 1999, e o reservatório completo em 2001. A partir daí o lago é ponto de encontro de turistas, iatistas e pescadores que descobriram, nesse imenso lago, bons momentos de lazer. Diversas espécies de peixes habitam a região com destaque para a Peraputanga e o Tucunaré.

pescador_no_rio_manso

                                   Manso, pela sua beleza e imponência, já estreou na televisão e no cinema, servindo de palco para algumas produções.

flutuantes_no_manso

                                   A imensa represa, porém, sofreu também diversas críticas de ecologistas e ribeirinhos. Daqueles, pelo possível impacto causado por tamanha obra no tocante à mudança no fluxo natural dos peixes que poderiam ser detidos pela barragem quando do período da piracema; destes, pela inadequada ou incompleta desapropriação de suas terras, uma vez que antigamente, nas margens do rio, possuíam várzeas para cultivo agrícola, o que não acontece nas regiões superiores e áridas onde foram ou serão alojados.

                                   Problemas à parte, na verdade o lago é de impressionar qualquer visitante, com diversas ilhas e braços que se perdem no horizonte. Provavelmente, essa represa seja a última desse porte construída no país, diante da legislação ambiental atual, bem como devido à evolução do processo de produção de energia elétrica, que utiliza de quedas menores para esse fim.

manso_e_ceú represa_do_manso

                                 Ressalte-se, finalmente, que, do lago, avista-se o Morro do Chapéu — imponente chapada esculpida pela erosão, compondo um belo cartão postal.  

lago_do_manso morro_do_chapeu