COQUEIRO – Praia, Povoado e o Rio Real

(Por: José Rodolpho Assenço)

                        Coqueiro pequeno povoamento do Município de Jandaíra na Bahia, foi uma bela surpresa quando de nossa ida de Salvador para Mangue Seco.

                        No Janeiro próximo passado estando hospedado em Salvador, convidei Nayara a ir conhecer Mangue Seco, local que estive em outras ocasiões e para tanto, combinamos de sair bem cedo no intuito de vencer os 240 quilometros de distancia que teríamos que percorrer, sendo destes 35 em estrada de terra por mim até então desconhecida.

coqueiro

praça-em-coqueiro

                        Acompanhou-nos nesse passeio a senhora Meire que estava hospedada de férias na mesma pousada que estávamos, e com a qual fizemos amizade na praia.

                        Saindo de Salvador percorremos até o quilometro 173 da Linha Verde já próximo a divisa com Sergipe, entramos a direita em uma boa estrada de terra que seguiu um quinze quilômetros até o Povoado de Costa Azul, local onde buscamos uma outra estrada de terra que nos proporcionou apreciar, do lado esquerdo a bela Lagoa da Costa Azul, na seqüência passamos por alguns atoleiros e seguimos por mais vinte quilômetros de estrada não tão boa chegando por fim a Coqueiro.

                        Assim que chegamos a Coqueiro, logo na entrada avistamos um grande estacionamento que cobrou dez reais para passarmos o dia, e contratamos um guia local para nos levar de bugue até Mangue Seco.

                        Após desfrutarmos da vila e da praia de Mangue Seco, nosso guia, por ser morador de Coqueiro, nos convidou para conhecer a Praia, a Vila e o Rio Real.

coqueiro

dunas-em-coqueiro

                        A Praia de Coqueiro tem seis quilômetros de extensão com inúmeras dunas moveis da qual, seguindo por uma trilha de areia chega-se a única barraca de praia do povoamento, lugar de grande beleza e de tranqüilidade profunda, repleta de coqueiros motivo do qual o nome do lugar.

coqueiro

praia-de-coqueiro

                        Seguimos para o povoamento acompanhado de nosso guia que contou sobre a vida local, a sua atividade de condutor de bugue e sobre as comidas típicas da região.

coqueiro

povodo-de-coqueiro

                        Logo paramos numa grande praça, onde esta sendo construído um calçamento e que possui alguns bares nas esquinas.  Na praça encontra-se a Igreja que logo comecei a fotografar, e da qual tive dificuldade, pois estava no sentido contrario ao sol e já se aproximava o final da tarde.

coqueiro

igreja-em-coqueiro

                        Do largo da praça seguimos caminhando e fotografando algumas ruas, onde pude observar a existência de um restaurante e uma pousada.

coqueiro

ruas-de-coqueiro

                        Terminada a visita ao centro do povoamento, passamos por uma rua que termina no pequeno porto de Coqueiro nas margens do Rio Real, que faz divisa no lado oposto com Sergipe. 

coqueiro

coqueiro

No local observamos algumas canoas de pesca e poucas lanchas.

coqueiro

porto-de-coqueiro

                        O Rio Real de águas limpas e mornas nasce em área de proteção ambiental em minas e grutas da Mata Atlântica, e se põe no mar de Mangue Seco.  Nele também se pratica esportes náuticos com pequenas embarcações a vela e a motor.

coqueiro

rio-real

                        Já estávamos no entardecer e decidimos deixar as maquinas fotográficas de lado para tomar um banho no rio onde permanecemos até próximo ao anoitecer.

                        Finalizada a visita, procedemos nosso retorno ao estacionamento, e fomos pegos pela noite ainda na estrada de terra, chegando a Salvador às 21 horas.

MORERÉ, Vila e Praia Paradisíaca

(Por: José Rodolpho Assenço)

                        Moreré, pequeno vilarejo localizado na parte sul da Ilha de Boipeba esbanja tranqüilidade, sendo uma das praias mais belas do Brasil.  Com seus trezentos habitantes em sua maioria pescadores, possui algumas poucas pousadas, restaurantes e cafés.

                         O lugar perfeito para quem quer tranqüilidade, se desligar da correria das grandes cidades, inclusive nem precisa levar o celular pois não há sinal em lugar nenhum.

moreré

moreré

                        Tive o prazer no ultimo verão de passar o dia nessa linda praia, desfrutar do mar e dos bares que ficam em sua maioria de frente para a praia.

                        A praia por ser com pouca inclinação, sofre uma grande influencia da maré que pela manhã nos permite caminhar bastante até chegar a algumas piscinas naturais, bem como a tarde, a maré alta quase engole toda a areia.

moreré

praia de moreré

                        Para chegar ao local é necessário um pouco de calma, pois não existem veículos na ilha e todo o transporte entre os povoamentos é feito por uma espécie de jardineira puxada por trator sobre a estrada que é de areia bem fofa.

                        Saímos cedo e após atravessar toda Boipeba caminhando, chegamos a um local de onde parte esse transporte até Moreré.  Nesse local fomos informados de que o último transporte havia saído com um trator a poucos minutos, e que precisaríamos juntar dez pessoas para a saída do próximo sendo o valor do transporte de dez reais por pessoa cada trajeto.

moreré

trator para moreré

                        Permanecemos nesse local por uns quinze minutos, não mais que isso, pois logo chegou dois grupos de turistas estrangeiros e o trem ficou quase completo, assim iniciamos nosso percurso que levou aproximadamente uns quarenta minutos de muito balanço e solavancos da jardineira no areal.

                        Pelo percurso poucas casas, e alguns quadríciclos e ao final descemos um grande morro até chegar à vila onde estacionaram a jardineira em um pequeno largo.

moreré

rua principal de moreré

                     Daí em diante seguimos caminhando pela rua principal, observando as casas, pousadas e mercearias sendo todo percurso com pé na areia.

moreré

restaurante em moreré

Em determinado ponto da rua principal existe uma bifurcação com uma pequena casa, porem qualquer dos dois caminhos levam até a praia perfazendo um percurso de quase mil metros.

moreré

rua de moreré

                        Na praia avistamos alguns bares e um pouco mais a direita uma barraca bem colorida com diversas frutas no balcão, sinalizando assim que a especialidade da casa seria sucos e caipirinhas, nos instalamos no local.

moreré

barraca de praia em moreré

                        Ainda pela manha fizemos uma caminhada na areia aproveitando da baixa maré e retornamos a barraca, já com muitas fotos tiradas.

                        Decidimos nesse dia comer alguns petiscos e não almoçar deixando assim para o jantar em nosso retorno.  Desfrutamos do local por diversas horas e sempre intercalando com um banho de mar para amenizar o calor.

moreré

praia moreré

                        Mais ao final da tarde aproveitei para tirar diversas fotos da praia e próximo às 17 horas retornamos para nosso embarque na jardineira.