(por: José Rodolpho Assenço)                         

                        Partindo de São Luis, Maranhão, no sentido leste, na parte mais oriental da Ilha, está localizada a histórica cidade de São José de Ribamar — nome também do padroeiro do Maranhão.

sao_jose_do_ribamar

                        Existe uma lenda que remete a uma Nau que vinha, há muito tempo, de Lisboa para São Luis e ali, na baía de São José, ancorou fugindo de uma tempestade. O comandante fez, naquela oportunidade, uma promessa a São José de construir uma capela em sua homenagem, caso aquela terrível tempestade passasse.

                        E assim aconteceu. A tempestade se acalmou, e o comandante cumpriu a promessa, erguendo a capela com a imagem de São José no altar, bem de frente à baía de mesmo nome. No entanto, moradores da aldeia de Inindiba, hoje Paço do Lumiar, acharam por bem transferir essa imagem para a Igreja deles. Mas não deu certo, pois, ao anoitecer, a imagem, inexplicavelmente, desapareceu desta Igreja, surgindo na capela de onde havia sido retirada, ou seja, na de São José.

                        O início do povoamento de São José ocorreu em 1627, quando da doação das terras aos Jesuítas, na época da então aldeia dos índios Gamelas.

                        Em 1943, foi criado o município de São José de Ribamar, porém, tal ato foi extinto sucessivamente até sua instalação definitiva em 1952.

                        Chegando a Ribamar, os caminhos levam à praça da Matriz, onde, ao final dela, depara-se com a gigantesca estátua do Santo defronte ao mar da baía de São José para, segundo dizem, proteger os navegantes. A cidade conta com porto e importante colônia de pescadores.

praça_sao_jose_do_ribamar igreja

                        O centro é acolhedor e convidativo. Muito bela é a Igreja Matriz, sem contar com o encanto e a atração especial das doze estações de Cristo ao redor da praça. Ressalte-se que a composição de imagens dos Santos e figuras com a Matriz ao fundo representam um belo cartão postal da cidade.

igreja_sao_jose_do_ribamar igreja_e_estaçoes

                        A imponente estátua de São José de Ribamar merece ser visitada. No caminho para ela, passa-se pela Gruta de Lourdes, réplica da existente na França. Ao final da praça da Matriz, observa-se ainda uma moderna concha acústica, local de congraçamento e eventos da cidade.

gruta_de_lourdes

estaçoes_e_igreja

                        Muito ligada à religiosidade, próximo à Matriz, existe a Casa dos Milagres, aberta diariamente para a venda de Santos, porções e artesanato. Anualmente, em setembro, acontece a festa de São José de Ribamar na citada praça.

                       casa_dos_milagres

                         

 

 

 

                         As praias de lá são lindas, visita obrigatória a quem procura tranquilidade. Infelizmente, a localidade sofre furiosamente a influência da maré, que é considerada a maior do Brasil e a quarta maior do mundo.

praia_em_sao_jose_do_ribamar

                        A praia de Panaquatira, por exemplo, se destaca pela sua beleza. É ainda selvagem e representa bem essa influência da lua sobre a terra.

                        Panaquatira é, com certeza, a melhor opção de praia, ficando a aproximadamente oito quilômetros do centro da cidade, em estrada asfaltada. Possui, restaurantes e pousadas. 

falesia_em_panaquatira praia_de_panaquatira

                        Antes de retornar de São José de Ribamar, tive a oportunidade de conhecer bons restaurantes na rua principal da cidade, próximo à praça, de onde se tem vista belíssima da baía, da estátua de Ribamar e da praia urbana que a cerca. A gastronomia baseia-se no Camarão, Arroz de Cuxá, Sururu, Caranguejo e no famoso Peixe Pedra do Maranhão.