(por: José Rodolpho Assenço)

                       O Estado do Tocantins surgiu do desmembramento de Goiás a partir da Constituição de 1988, e sua jovem capital começou a ser construída logo no ano seguinte, assumindo suas funções em 1990.

                        A cidade recebeu esse nome em homenagem à antiga Comarca do Norte, que teve, na cidade de São João de Palma (hoje Paranã), sua capital em 1809. Essa foi a primeira intenção de se desmembrar o norte da antiga região de Goyaz para a criação de uma nova província.

                        O projeto contemplou uma grande praça central capaz de abrigar todo o poder executivo estadual, e assim foi feito. A Praça dos Girassóis é hoje a segunda maior do mundo, com 570.000m², destacando-se como importante ponto turístico da jovem capital. Situa-se exatamente no centro da cidade, de onde partem as principais ruas e avenidas.

praça_dos_girassois                        A praça abriga diversos monumentos e memoriais, todas as secretarias estaduais e, ao centro, em ponto mais elevado, o Palácio Araguaia, sede do Governo Estadual. 

palacio_araguaiapraça_dos_girassois

                        Com 14.000m² e em quatro pavimentos, com uma arquitetura arrojada, seus arcos remetem ao importante símbolo histórico do Tocantins, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em Natividade.

praça_dos_girassois

                        Outro importante cartão postal da cidade é a orla, que se encontra em crescente desenvolvimento e com relevante potencial turístico. Embora esteja a mais de mil quilômetros do litoral, Palmas possui algumas praias.

praia_da_graciosa

                        Trata-se, na verdade, do represamento do Rio Tocantins na represa de Lajeado, o que possibilitou a existência de um grande lago com 180 quilômetros de comprimento, passando por Palmas e chegando até Porto Nacional. Destaca-se, nesse contexto, a Ponte Fernando Henrique Cardoso, que liga o centro de Palmas à principal rodovia que corta o estado, com diversos quilômetros de extensão.

                         À margem esquerda da rodovia, está a orla de Palmas, onde se encontra a praia da Graciosa, com bares e calçadão, além da ponte, tudo isso compondo uma bela imagem do local. Há também um ancoradouro onde aportam algumas embarcações com o fim de ofertar passeios pela represa, principalmente à noite. O local é também porto de saída de alguns barcos pesqueiros.

orla_de_palmas ancoradouro

                        Novos projetos estão sendo feitos para a ampliação da orla, como o aumento de áreas de lazer e de espaço para restaurantes e eventos.

                        Mas a orla de Palmas não se compõe unicamente da Graciosa, há diversas outras praias no sentido sul da capital, próxima à cidade. Entre outras, destacamos a Praia do Prata, ao sul da capital, que conta com uma boa estrutura, diversos restaurantes e barracas, onde se pode comer um tucunaré ou surubim na telha.

praia_do_prata praia_do_prata

                        Prata possui ampla área com diversão para crianças e, como é de costume nas margens do Rio Tocantins, toda área é cercada por tela, a fim de proteger os banhistas de arraias, ou do ataque de piranhas.

proteçao_da_praia