(por: José Rodolpho Assenço)

                   Indaiá é um parque ecológico privado com aproximadamente três mil hectares de terras, distante setenta quilômetros do centro de Brasília, situado no município goiano de Formosa, com inúmeras cachoeiras, atrações, instalações e vegetação abundante.

cachoeiras do indaiá

cachoeiras do indaiá

                   Atendendo ao gentil convite do fotógrafo Henrique Ferreira, estivemos recentemente no local para uma festividade, oportunidade em que tiramos muitas fotos. Era aniversário de sua filha, coincidentemente, também era meu aniversário.

                   Segui para o local com Nayara e meu filho João Guilherme. Acompanhava-nos também, em outro veículo, o fotógrafo Cleber Medeiros e seu filho. Chegamos à fazenda Indaiá por volta das 16 horas.

                   No local, além da presença dos amigos que foram com a gente, tivemos a alegria de encontrar os familiares de Henrique, bem como um grupo de jovens amigos de sua filha, todos presentes à festividade. Assim que chegamos, fomos recebidos por uma comedoria sem precedentes, pois o grupo do Henrique preparava incessantemente salgados diversos e sanduíches.  Na sequência, chegou a sair um grande carregamento de linguiça apimentada, tipo caipira.  E, quando já estávamos por deveras alimentados, fomos surpreendidos por algumas travessas de deliciosa lasanha.

                   A fazenda Indaiá cuja origem do nome se deve à presença da palmeira de mesmo nome, em abundância na região, tem uma infraestrutura fantástica, porém não completa.   Um prédio principal instalado para hotel com quatro pavimentos, uma grande cozinha no semienterrado de onde saía todos os quitutes, uma grande piscina alimentada de água mineral, uns dois ranchos à frente que, na minha concepção, foram construídos para abrigar bares ou então destinados a pequenos eventos, além de um gramado fantástico e área arborizada ao redor.

foto noturna palmeira iluminada por lanterna

foto noturna palmeira iluminada por lanterna

                   Ao fundo da sede principal, há a mata do parque, bem próximo ao prédio e, após o gramado, cinco chalés recém-construídos, fantásticos, de excelente qualidade e em perfeita harmonia com a mata.

                   O parque está na microbacia do Rio Itiquira e possui diversas cachoeiras, a do Indaiá com aproximadamente 15 metros, o véu de noiva com mais de 30 metros e, por fim, seguindo uma trilha de aproximadamente cinco quilômetros, chega-se à queda do Itiquira, uma das maiores do país, local de onde se pode observar a imensidão do vão do Paranã.

trilha na fazenda indaiá

trilha na fazenda indaiá

                   Pela abundância de água no subsolo, foi ali explorada comercialmente a água mineral da fonte Oásis que, após muitos anos de funcionamento, teve sua atividade suspensa.

                   A fazenda mudou de nome para um novo projeto ecológico, CITATES, que significa Cachoeira do Itiquira, Agroturismo Ecológico e Show.

rio itiquira

rio itiquira

                   Retornando a nossa estada na fazenda, ainda no cair da noite, crianças e jovens se deliciaram na piscina de água mineral.

foto noturna luz luar

foto noturna luz luar

Em seguida, partimos, na companhia e orientação de Henrique, para a trilha, por volta das 21 horas, no intuito de fotografar o parque, a vegetação e as quedas d’água iluminadas pela luz do luar.

fotografando indaiá a noite

fotografando indaiá a noite

                   Nas cachoeiras, pudemos realizar inúmeras fotos em longa exposição, com aproveitamento total do luar, transformando a noite em dia. 

foto noturna somente luz do luar

foto noturna somente luz do luar

  Por vezes, também complementamos a longa exposição com uma rápida pincelada, utilizando lanternas de “led”, tentando sempre iluminar a mata ao fundo.

foto noturna com luz complemento

foto noturna com luz complemento

                   Ao retornar à sede, iniciamos nossa preparação para nos hospedar em um dos chalés existentes.  As instalações estão prontas, mas não existem, no local, camas, roupas de cama etc… Por isso, tivemos que encher alguns colchões infláveis, o que não nos trouxe desconforto, e logo nos acostumamos.

cachoeira indaiá itiquira

cachoeira indaiá itiquira

                   Por estarem os chalés dentro da mata, algumas vezes, cheguei a sentir frio, e logo coloquei uma manta para me aquecer e a meu filho.

                   Ao amanhecer, após um rápido café, seguimos para as cachoeiras para um novo conjunto de fotos do local, da trilha que a corta, e da vegetação com inúmeras palmeiras.

                   Era um dia quente e seco de verão e não tardamos a tomar uma providência. Como já se aproximava do meio-dia, um belo banho nas águas do Itiquira era indispensável e, por algum tempo, ficamos desfrutando desse passeio.

                   Deixamos a fazenda antes do final da tarde.