(por: José Rodolpho Assenço)

                        O Largo da Ordem é o conjunto histórico mais famoso de Curitiba, provavelmente o local do início de sua ocupação na entrada do século XVIII, onde os tropeiros e fazendeiros traziam suas mercadorias para vender ou para escambo. Representa um conjunto arquitetônico de grande importância.

bebedouro_no_largo_da_ordem

bebedouro_no_largo_da_ordem

                        Constitui um largo com um bebedouro de pequeno porte ao centro, intacto até os dias de hoje. Era o local onde os viajantes e comerciantes davam de beber a seus animais enquanto promoviam o comércio e as trocas.  Constitui também um conjunto de edificações e igrejas que remetem a Curitiba antiga, abrigando, hoje, inúmeros museus.

casa_antigas_do_largo_da_ordem

casa_antigas_do_largo_da_ordem

                        Atualmente, é um ponto de encontro dos curitibanos. Conta com uma feira variada no domingo, com diversos artigos e gêneros, muitos bares e restaurantes – todo o conjunto está fechado ao tráfego de veículos há alguns anos e recebe grande cuidado do governo municipal e estadual em sua conservação.

                        Grande destaque nesse conjunto é, sem dúvida, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, de 1737, a mais antiga de Curitiba.

igreja_da_ordem_terceira_de_são_fancisco_das_chagas

igreja_da_ordem_terceira_de_são_fancisco_das_chagas

          Chegando ao local, iniciei minha visita pela referida Igreja, fotografando todo o largo e o pequeno bebedouro, em pedra. Logo à frente, visitei a Casa Romário Martins, umas das mais antigas, que teve diversas funções ao longo desses séculos, tais como: residência e açougue.

casa_romário_martins

casa_romário_martins

                        Logo abaixo, a Casa Vermelha, que, naquele momento, não pude adentrar. Sabe-se, no entanto, que foi construída em 1891 por Wilhelm Peters e teria abrigado diversas lojas até se tornar um espaço cultural da cidade.

casa_vermelha

casa_vermelha

                        Seguindo pelo largo, prossegui minha visita observando também diversas outras casas antigas, onde hoje estão instalados bares e restaurante.

bar_no_largo_da_ordem

bar_no_largo_da_ordem

Segui em direção à Igreja do Rosário, a qual se encontrava aberta com alguns fieis que já aguardavam a primeira missa, às dezoito horas. Aproveitei o ensejo, para fotografar, além da fachada, suas laterais. Nessa, tive acesso a sua nave.

igreja_do_rosário_em_curitiba

igreja_do_rosário_em_curitiba

                        A fotografia é uma arte instigante. Quando, por exemplo, não se tem muito tempo e nem as condições meteorológicas e tecnológicas favoráveis a uma bela foto, o simples registro fotográfico daquilo que é parte da história de nosso Brasil — de um momento ou ainda de um acontecimento —, se faz necessário e pode nos empolgar.   Agrada-me, sobremaneira, poder registrar e guardar todas as imagens, mesmo aquelas que não estejam com a qualidade que gostaria de produzir.

igreja_batista_no_centro_historico_de_curitiba

igreja_batista_no_centro_historico_de_curitiba

                        Houve momentos em que perdi diversas oportunidades de registrar momentos e locais interessantes, sem ter conseguido outra oportunidade de visita. Diante disso, acompanha-me sempre uma máquina fotográfica compacta, para que tal lamento não venha mais a acorrer.

                        Na sequência da visita, sentei por alguns momentos a uma mesa de um bar, sem nada pedir, apenas para observar o largo e tentar imaginar o referido lugar nos séculos XVIII e XIX.

                        Estava deveras feliz de ter tido essa oportunidade de conhecer um pouco da história de Curitiba.

rua_do_memorial_da_cidade

rua_do_memorial_da_cidade

                        Por fim, dirigi-me rua abaixo e cheguei bem próximo ao largo onde se encontra o Memorial da Cidade de Curitiba, uma construção moderna, composta de diversos vidros e que abriga acervos históricos da cidade e do estado.

memorial_da_cidade

memorial_da_cidade

                        Concluída minha visita, iniciei uma caminhada, de média distância, do centro histórico, conhecendo as ruas e avenidas da cidade até o hotel, onde me encontrava hospedado.