(por: José Rodolpho Assenço)

                       Saímos em direção norte do estado de Alagoas no intuito de buscar uma praia diferente em São Miguel dos Milagres. Além de meus filhos, tive a companhia do amigo Flávio e de sua família.

                        Sabia das belezas das praias dessa região. Assemelham-se muito às que tive a oportunidade de conhecer no Caribe.

sao_miguel_dos_milagres

                        Partimos ainda cedo, pois pretendíamos alcançar a praia da bela cidade ainda pela manhã e aproveitar a maré baixa, momento de maior beleza.

areia_e_mar

                        Ao chegarmos à cidade, aproveitamos logo a oportunidade para tirar algumas fotos da Igreja Matriz de Nossa Senhora Mãe do Povo. Depois, seguimos pela praça central e por algumas das poucas ruas da cidade. Logo percebemos que restam poucas casas de seu período histórico.

igreja_em_sao_miguel_dos_milagres matriz_em_sao_miguel_dos_milagres

                        Sabe-se que ali foi palco de importantes lutas entre as forças luso-espanholas e os holandeses, com destaque para batalha da Mata Redonda, e que o povoamento daquela cidade está intimamente ligado à invasão holandesa.

vista_de_sao_miguel praça_em_sao_miguel_dos_milagres

                        Existe uma lenda que diz ser o nome dessa cidade advindo da descoberta de um artefato de madeira por um pescador que, após a limpeza desse objeto, teria descoberto que se tratava de uma estátua de São Miguel Arcanjo. Essa pessoa, acometida por uma ferida incurável, depois da limpeza da estátua, teria ficado curada, com a lesão completamente cicatrizada.

                        Consta que essa notícia correu a Província e diversos enfermos vieram a São Miguel em busca de cura.

                        Prosseguimos, então, nossa visita, seguindo imediatamente ao destino principal: a belíssima praia com água quente — que nos remete a um balneário termal — areia extremamente branca, fina, e mar azul. 

praia_de_sao_miguel_dos_milagres mar_de_sao_miguel_dos_milagres

                        Ressalte-se que a praia é quase deserta no sentido norte, restando somente algumas gaiolas de pesca de lagosta em suas palafitas como registro da presença do homem. Já para o lado do sul, encontram-se algumas embarcações de pesca e diversos banhistas desfrutando dessa rara beleza.

praia_deserta traineiras_em_sao_miguel_dos_milagres

                        Permanecemos por algumas horas aproveitando a tranquilidade daquele deslumbrante mar em momento de maré baixa, sem nos preocupar com a falta de infraestrutura das poucas barracas lá existentes. A beleza do local enche de alegria os olhos de qualquer um, causando sensação de bem-estar.