(por:  Geraldo Ananias Pinheiro)

                                      Em meados de 2009, dentro da programação semanal de nossa passagem pela região do Cariri Cearense, aproveitemos para visitar a cidade de Juazeiro do Norte, terra do adorado Padre Cícero Romão Batista.

vista_de_juazeiro_do_norte praça

                                      O primeiro ponto turístico que escolhemos foi o Horto, onde está edificada a estátua do “Padim Padre Ciço”, como é carinhosamente conhecido pela maioria dos devotos desse sacerdote, fundador da cidade. O imponente monumento, com 27 metros de altura, é uma merecida homenagem a esse religioso, que dedicou toda a sua vida à caridade, às pessoas humildes e mais necessitadas, que, na fé, sempre encontravam nele força e esperança para superar os obstáculos.

estatua_padre_cicero estatua_do_padre_cicero

                                        Subindo a imensa escadaria da estátua, tem-se uma visão privilegiada da cidade de Juazeiro do Norte, bem como das encostas da Serra do Araripe, tapete verde que abraça muitas cidades circunvizinhas.

estatuarepresentaçao_de_padre_cicero

                                      Ao lado da estátua, há um verdadeiro museu vivo que conta a história do Padre Cícero, por muitos, considerado santo, e que foi a maior e mais grandiosa figura religiosa e política da região. Nesse local — na verdade um conjunto de edificações antigas — pudemos ver a casa onde o padre morava, com diversos objetos pessoais, inclusive a cama, a batina; a igreja onde celebrava missa e muitas outras coisas relacionadas a essa figura singular, que fez do sacerdócio uma luz intensa que ainda hoje brilha intensamente no caminho dos milhares de seguidores.

casa_de_padre_cicero sala_de_jantar casa_de_padre_cicero

                                         Hoje o Horto é um dos pontos turísticos mais visitados em Juazeiro do Norte, tanto pelos romeiros e demais seguidores, quanto pelos simples turistas que passam pela região.

  capela_de_padre_cicero jarros_d´agua